• Felipe Hosken

Resenha: Muncie Girls, "B-sides the Point" (2020)


Muncie Girls

B-Sides the Point (2020, Specialist Subject Records)

Esse trio inglês é uma das minhas bandas de pop-punk preferidas. A banda é liderada pela vocalista/guitarrista Lande Hekt e já lançaram dois discos incríveis, From Caplan To Belsize, de 2016, e Fixed Ideals de 2018. Ambos cheios de letras sobre feminismo, veganismo, política, ativismo e com diversas referências literárias. Por exemplo, o título dos dois discos são inspirados em poemas da escritora Sylvia Plath.

E, agora, de surpresa (e de graça) soltaram esse EP que, como o nome indica, são sobras do álbum de 2018. Mesmo sendo "sobras", as músicas possuem uma unidade e funcionam como um disco e não como um catado/coletânea, muito comum em casos desse tipo.


Das seis faixas do EP, apenas "Five Miles", uma triste balada sobre uma mãe solteira, havia sido lançada anteriormente no bandcamp. Das outras cinco músicas do EP, destaco a rápida, estilo rock alternativo dos 90, "Blankets", e as mais mid-tempo "Rain" e "Idolise". Todas com grandes melodias de guitarra e refrões sing-along grudentos.


Em "Take Steps", última faixa do EP, Lande canta que "nunca quis nada além de tocar em uma banda". Que continue assim e que o terceiro disco não demore a sair.

Para quem nunca ouviu a banda e ficou curioso. Fiz uma playlist com meu top 10.

É só dar o play!


8 visualizações
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon

© 2023 by The New Frontier. Proudly created with Wix.com